01 julho 2013

Bodas de Papel de Príncipe e Princesa

Um ano se passou, e que alegria poder estar casada com meu amado Príncipe, hoje pela manhã enquanto ele orava por mim e agradecia a Deus pelo presente que foi nossa união, eu em meu coração agradecia também a Deus por ter sido misericordioso ao me presentear com um esposo que é tão dependente dEle, que busca sempre viver o verdadeiro evangelho! 
Um Príncipe que quanto mais os dias passam, mais o vejo crescer em Deus, e vejo um caráter como o de Jesus Cristo! Meus olhos se enchem de água ao lembrar de tudo que passamos neste ano, das vezes que me ensinou o que a palavra de Deus realmente diz a respeito de algo e do quanto precisamos seguir em frente a luz da palavra de Deus!

E ontem quando fomos ao culto, quando o Pastor Laudjair ministrava nossos corações com a palavra “Sete Erros” do pai do filho pródigo, uma das parábolas que Jesus contou, eu observava aqueles sete erros e admirava meu Príncipe, por não ver estes erros em nosso Castelo, por impor Limites ao nosso filho, e por orar por ele profetizando sempre que ele cresça como Jesus, em estatura e graça perante Deus e os homens, e não somente orando, mas agindo para que isso seja uma verdade presente na vida dele. 
E quão precioso é, quando você não somente ora por algo, mas quando você coloca em prática para que este algo se torne real em sua vida.

César Henrique é o nome dele, meu Príncipe, meu Pastor e Profeta, o Sacerdote do nosso Castelo, aquele que sempre se levantou com autoridade para orar antes de tomar as decisões, aquele que coloca inúmeras pregações para ouvir enquanto me ajuda nos serviços domésticos, que está sempre lendo um livro e que a cada dia cresce mais, me fazendo sentir honrada por ter sido escolhida por ti. Aquele que me ensinou como dormir é bom e como é mais valioso passarmos um tempo juntos do que ficar nervosa com os afazeres, que valoriza a família, como jamais vi igual. 
E posso dizer que é fácil ser uma mulher sábia e virtuosa ao lado dele, pois ele é um Príncipe fidedigno, muito parecido com Jesus. Ser sua esposa é uma honra tremenda, que Deus me concede a graça a cada dia que me fornece fôlego de vida.

Eu o amo muito, e como inspiração, escolhi dois trechos do livro que mais tem impactado as nossas vidas (e que nem temos o mesmo) O “Casamento Temporário” do John Pipper, e ele diz:

O casamento é uma dádiva temporária, mais gloriosa. É mais que o amor mútuo entre marido e esposa – imensamente mais. Seu significado é infinitamente grandioso: a manifestação do amor fiel à aliança de Jesus e seu povo.

A declaração última que podemos fazer acerca do casamento é que ele existe para a glória de Deus. Ou seja, ele existe para manifestar Deus. Agora, vemos de que maneira: o casamento tem como modelo a aliança de relacionamento de Cristo com o seu povo redimido, a igreja. E, portanto, o significado mais elevado e o propósito mais sublime do casamento é o de manifestar a relação pactual entre Cristo e sua igreja. É por esse motivo que o casamento existe. Se você for casado, é por isso que é casado. Se você tem esperança de se casar, esse deveria ser seu sonho.

Eu oro para que sejamos até quando Jesus voltar, a união que faz a força, porque é melhor serem dois do que um... 
“Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.” (Eclesiastes 4:9-10).

Por Princesa Mara Regis em 01 de Julho de 2013.
Postar um comentário